Minha foto
arine-chan é uma arquiteta que curte comer bem, dormir bem e ama seus amigos e sua família. gosta de um seriado na tv, fazer compras, cozinhar e tem uma preguiça maior que o mundo de fazer faxina. seu lema é: pra que arrumar a cama de manhã se você vai desarrumá-la a noite?

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A outra dimensão

Quando a funcionária que limpa meu apê (sim, agora eu tenho alguém que faz isso, de 15 em 15 dias) vem até minha casinha, deve pensar que o apocalipse chegou.
Isso porque eu herdei a capacidade genética de minha família de guardar cacarecos. Mas não de organizá-los.
Algumas pessoas dizem que isso vem da época da guerra, onde as pessoas precisavam estocar alimentos e outros bens, mas não tenho muita certeza.
A verdade é que não sei jogar as coisas fora com facilidade, e quando consigo, elas vão se multiplicando ainda mais pela casa, me sinto no cofre dos Lestrange no Gringotes.
Meu apê tem só 4 cômodos: sala, cozinha, quarto e banheiro.
E nem um lugar pra guardar mais nem um palito de dentes.
Como eu ia dizendo, a moça da limpeza chega na minha casa e imagino que a primeira coisa que ela pense é em virar as costas e ir embora.
Ainda bem que Deus a dotou de perseverança para ir até o final com seus objetivos.
Quando eu chego em casa, no final do dia, abro a porta e vejo tudo arrumado.
Arrumado e limpo.
E na cabeça, a pergunta que não quer calar é: como eu vou fazer pra achar minhas coisas?
Outro dia ela guardou o rodinho de pia e eu levei uma semana pra encontrá-lo, debaixo de alguns pratos dentro do escorredor de louças.
Meus sapatos vão passear no limbo.
Às vezes eu demoro tanto pra achar alguma coisa, que quando eu encontro, já se passaram os 15 dias, a funcionária volta, guarda de novo e eu perco essa coisa por mais 15 dias.
E a culpa é dela?
Claro que não. É minha, porque se eu fosse organizada e tivesse tudo no lugar, ela não ia precisar arrumar outro lugar pra guardar. Mas aí eu já não sei se eu ia precisar de faxineira.
Acho que algumas das minhas coisas vão parar em uma dimensão paralela e só voltam quando o duende escondedor resolve devolvê-las. Sempre pensei que o duende escondedor gosta de brincar de esconder minhas coisas: eu vivo perdendo tudo.
Aí tenho que colocar a culpa em alguém. Uma vez que eu moro sozinha e não posso por a culpa na mãe, nos irmãos e no cachorro, eu coloco no duende escondedor.
Agora posso por a culpa na faxineira também.

3 comentários:

  1. haha mto bom vou linkar seu artigo lá hehhe

    ResponderExcluir
  2. Haha meu deus!!
    Naum moro sozinho (falta tempo pra pode) mas ainda sim eu morria quando a faxineira "guardava" meu mp4!!!
    Geralmente tava na minha caxa de ferramentas.....
    Abs

    ResponderExcluir
  3. e depois da passagem dela na minha casa nesse ultimo sábado, quem disse que eu acho o controle da tv??

    ResponderExcluir

Loading...