Minha foto
arine-chan é uma arquiteta que curte comer bem, dormir bem e ama seus amigos e sua família. gosta de um seriado na tv, fazer compras, cozinhar e tem uma preguiça maior que o mundo de fazer faxina. seu lema é: pra que arrumar a cama de manhã se você vai desarrumá-la a noite?

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

DOMINGO


Domingo normalmente é aquele dia meio inútil que já começa pela metade porque você chegou tarde da balada e só acorda depois do meio dia. Acordar é modo de dizer, porque meu corpo até vai, mas meu cérebro ainda tá lá na cama.

No meu caso eu acordo às 11h, porque a minha mãe é a única pessoa no Brasil que almoça ao meio-dia tanto de segunda à sexta quanto sábado e domingo.
Aí eu acordo às 11h, tomo meu banho e vou pra casa dela papar um ranguinho esperto.

Isso quando o almoço não é na casa da parentada, o que só muda o horário e o local, porque a comida da minha parentada é tão boa quanto a da minha mãe (já não sei se posso dizer o mesmo da minha, mas digamos que seja "engolível"), mas eles comem em horários normais de domingo, que varia da uma e meia da tarde até as três.

As comidinhas de domingo são um capítulo à parte, mas varia da feijoada, passando pela lasanha, macarronada, e no frio, do karê (mais pra frente eu posto uma receitinha de karê - coisa de japonês). O detalhe é que eu, sempre, sempre, invariavelmente, como MUITO.

Depois do almoço, ajudar a lavar a louça, principalmente na casa das tias e primas. Porque não existe nada mais irritante do que você estar lá, sentadinha, esperando a comida baixar, e a sua mãe ficar pulando na cadeira e resmungando: "vai la ajudar a lavar a louça". E ela fala isso "entredentes", como se todo mundo não fosse ouvir de qualquer jeito.

Aí vem a hora mais feliz e proveitosa do dia: enquanto o Gordo tá lá falando asneira na sua telinha (detesto assistir aquilo, ele é muito mal educado) ou ta rolando um futebas, que também não é muito a minha praia, eu me recosto no primeiro sofá que aparece na minha frente e capoto.

Na minha família o domingo é o dia de antes de começar um regime. Porque o normal é comer O DIA TODO. Mesmo. Afinal, logo depois da soneca, vem o café da tarde, que é emendado na janta.
Ou seja, eu acordo comendo (almoço), tiro um cochilo, depois vem o lanche e em seguida vem a janta, e de quebra, uma sobremesa.

Por isso, minha circunferência abdominal só aumenta nos finais de semana.

Quando eu volto pra casa, ou tá passando as videocassetadas (meu sonho de consumo: tv a cabo) ou começou o Show da Vida.

Aí, o remédio é ir dormir cedo mesmo, porque segunda é dia de escravidão! Volto para a cama, de onde meu cérebro não saiu ainda.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Matsuri dance...

Já que quase nunca escrevo sobre música aqui, hoje vou variar um pouquinho.
Não que seja um assunto que eu super entenda, mas eu gosto de escutar. Passo o dia com o fone no ouvido (sim, sei que ficarei surda antes do tempo, mas o que fazer?) escutando minhas bobageirinhas.
Então vou falar um pouco sobre duas coisas que se misturam um pouco para mim.
Música e matsuri dance. Ou músicas para matsuri dance.
Em primeiro lugar, o que é matsuri dance?
Pra você entender o que é matsuri dance, precisa entender um pouquinho de cultura japonesa.
Matsuri dance é um estilo de dança, que mistura passos de dança tradicional japonesa com qualquer coisa divertida que você queira misturar, ao som de músicas pop japonesas.
Por incrível que pareça, faz o maior sucesso, principalmente aqui no Paraná.
Não acredita? Olha essa foto:

Essa foto foi tirada no final de semana do feriado de 7/setembro de 2009 numa festa chamada Londrina Matsuri, durante o show do Grupo Sansey, que toca as músicas de matsuri dance enquanto a galera dança lá embaixo! (foto tirada pela namorada do batera)...
Aí a gente inventa uma coreografia, e o que dá certo é que essa coreografia se repete o tempo todo da música. Passos toscos são colocados para a maior diversão de todos.
E as músicas, como são escolhidas?
Algumas são sugestões da galera da comunidade no orkut (digite Matsuri Dance), outras são sugestões da galera do Sansey mesmo.
A nossa recordista de músicas pra matsuri dance:
- Nanase Aikawa, com as músicas Bye bye (uma das primeiras, super funkeira), Yume miru shojoja irarenai (levei um certo tempo pra conseguir falar o nome dela sem tropeçar) e Break out.
Seguida de Orange Range, com Matsuri Danshaku (totalmente tosca pra dançar) e Locolotion (totalmente rebolativa).
Nossas coreografias mais recentes foram :
- Age Age Every Night, do DJ OZMA www.youtube.com/watch?v=Fo_Q6lk61K4
- Kibun Jojo, MIHIMARU GT www.youtube.com/watch?v=DJgA16jkuSw
Essa Age Age Every Night foi sugestão da minha prima, e ela se acabou de rir quando viu a coreografia pronta porque a gente tirou uns passos do clip que ensina a dançar - esse video vale a pena assistir, eu me acabei de rir! Tem até umas legendinhas em inglês falando pra sorrir ou ficar sério, muito bom! www.youtube.com/watch?v=-5yvKS0Gcec&feature=related
Pois é, tiramos alguns passos daí!
Fora essas músicas que eu citei, tem muitas outras... Pra quem não conhece, vale a pena pelo menos pra ouvir um pouco de música pop japonesa! Tem coisas bem legais!!
Músicas tocadas pelo Grupo Sansey: (primeiro o nome da música e depois o intérprete, se não tiver escrito nada é porque eu esqueci quem canta, rs...)
- Giza giza heart no komoriuta - The Checkers
- Rhapsody in blue - Da Pump
essas duas são criações da galera de maringá
- Shima uta - The Boom
- Matsumoto bom bom
- Runner
- Bye Bye - Nanase Aikawa
- A-RA-SHI- Arashi
- Yume miru shojo ja irarenai - Nanase Aikawa
- YA YA YA - Zoo
- Dance Suru no Da - Morning Musume
- Peach! - Masaharu Fukuyama
- Houki boshi - Yunna
- Matsuri Danshaku - Orange Range
- Binetsu na Kibun
- Locolotion - Orange Range
- Break out - Nanase Aikawa
- Kibun Jojo - Mihimaru GT
- Age Age Every Night - Dj Ozma

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Orquídea

Essa semana fiquei bem feliz... No meu aniversário, em abril, ganhei de uma amiga um vaso de orquídeas. Na hora pensei: "xi, não vai durar nada..."
Aí fui dando água 1 vez por semana (isso quando eu lembrava), até que as flores começaram a cair, uma a uma, sobrando só um galho solitário.
Depois de vários meses sem nada no galho, semana passada começaram a aparecer alguns botões e há alguns dias um deles abriu.

Tirei essas fotinhas:

(coisas embaçadas ao fundo da foto: meu allstar no chão, um prato com restos de pizza que eu havia acabado de comer e mais umas baguncinhas na mesa)

Me senti um pouco melhor, pois semana retrasada meu querido Frob (meu peixe beta azul) havia partido para povoar o céu dos peixinhos. Mas ele viveu bastante até! Tinha quase 3 anos!!
Loading...